Sinopse     

A morte chegou a Elsinore e Hamlet transformou-se no mundo. Ele é um universo preso na obsessão pela vingança. É a hesitação paranóica transformada em filosofia absoluta. É o sujeito incómodo que comeu o nada e a sua paralisia é o espelho da universalidade. O homem total que respira o mesmo ar dos fantasmas. Elevou a sua existência aos píncaros da poesia. Hamlet representa o príncipe negro que não se liberta das suas pulsões mais violentas, personificando a destruição e a barbárie: a tensão entre o consciente e o inconsciente humano, debatendo-se com o abismo e a incerteza que constituem a evolução das suas próprias ficções. Dois actores trazem para a cena o príncipe da Dinamarca e a sua sombra, um miscigenado de homem e mulher que carregam em ombros a sua extrema incerteza sobre a vida humana, a humanidade. Enquanto isso definham-se as marionetas à sua volta. Hamlet é um obcecado que dá cabo desta coisa toda.

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Play Video

CRÉDITOS

jgm – joão garcia miguel
Rua Carlos Mardel 113 R/C Dto – 1900-121 Lisboa, Portugal
tlm: +351 933 327 229
georgina@joaogarciamiguel.comjoaogarciamiguel.com

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA​

Texto Original: William Shakespeare
Direção, Adaptação e Desenho de Luz: João Garcia Miguel
Elenco: Sara Ribeiro, Frederico Barata, Rita Barbita, Pedro J Ribeiro, António Pedro Lima
Assistente de Encenação e Apoio à Tradução: Sérgio Coragem
Figurinos: Ana Luena
Desenho de Luz: Luís Bombico
Direção de som: Manuel Chambel
Fotografias e Design: Tyrone Ormsby
Comunicação: Pedro Caetano
Produção: Raquel Matos

co-Produção

TCTVD – Teatro Cine Torres Vedras, CCVF – Centro Cultural Vila Flor and CCI – Centro Cultural de Ílhavo | TCTVD – Teatro Cine Torres Vedras, CCVF – Centro Cultural Vila Flor and CCI – Centro Cultural de Ílhavo

Financiamento

A Companhia João Garcia Miguel tem o apoio do Ministério da Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura e da Direcção Geral das Artes

APOIOS

AUDEX | Rui Viola Produções