Sinopse     

A peça Gaspar não apresenta Gaspar como ele é ou como ele era verdadeiramente. Revela o que é possível fazer com alguém. Mostra como falando se pode forçar alguém a falar. A peça também se poderia chamar “Tortura Verbal”. Para a formalização desta tortura pede-se ao teatro que leva a peça à cena, construir de modo visível, por exemplo sobre o proscénio, um olho mágico visível  para todos os espectadores, que através de oscilações contínuas, indique repetidamente a intensidade tónica das frases com que se falará ao herói, sem deliberadamente desviar os espectadores do que se passa no palco. Quanto mais violentamente se defender o herói, mais violentamente será atacado, e mais numerosas serão as oscilações do olho mágico.

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Play Video

CRÉDITOS

jgm – joão garcia miguel
Rua Carlos Mardel 113 R/C Dto – 1900-121 Lisboa, Portugal
tlm: +351 933 327 229
georgina@joaogarciamiguel.comjoaogarciamiguel.com

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA​

Texto | Peter Handke e João Garcia Miguel
Direcção Plástica e Encenação | João Garcia Miguel
Interpretação | Nuno Cardoso e Sara Ribeiro
Música e vídeo | Rui Gato|How
Programação interactiva áudio-visual | André Sier
Direcção técnica | Luís Bombico | Várias Cenas
Produção executiva | Solange Carvalho
Agenciamento de espectáculos | Mauro Rodrigues
Apoio á realização do espaço cénico | Rui Viola e Mantos
Fotografia e apoio gráfico | Márcio Silva

co-Produção

JGM | FITEI | Ao Cabo Teatro

Financiamento

A Companhia João Garcia Miguel tem o apoio do Ministério da Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura e da Direcção Geral das Artes

APOIOS

Teatro‐Cine Torres Vedras | Câmara Municipal Torres Vedras